Toron explica quais as causas da superlotação dos presídios no Brasil

Publicado no Migalhas

O advogado criminalista, Alberto Zacharias Toron, sócio-fundador do Toron, Torihara e Cunha Advogados, em entrevista à TV Migalhas durante 28º Seminário Internacional de Ciências Criminais, explicou fatores que levaram à superpopulação carcerária no Brasil. Segundo o especialista, a superlotação dos presidídios está diretamente ligada ao (i) incremento das penas, ou seja, penas mais altas, (ii) cultura punitivista da sociedade e (iii) a falta de construção de presídios.

“Há mais leis incriminadoras e penas mais altas. Assim, há uma mentalidade punitiva de um lado. E, de outro lado, a ausência de construção de novos presídios. Tudo isso acarreta o fenômeno.”

Assista ao vídeo:

O evento

O IBCCRIM – Instituto Brasileiro de Ciências Criminais realiza, de 19 a 21/10, em SP, o 28º Seminário Internacional de Ciências Criminais. O evento irá reunir mais de 30 palestrantes e terá mais de 20 horas de conteúdo, com debates sobre temas como “Advocacia criminal e direito de defesa”, “200 anos do Tribunal do Júri”, “Debates contemporâneos sobre absolvição penal”, “Corrupção, compliance e perspectiva repressiva” e “Novas perspectivas de crime de lavagem de dinheiro”.

Compartilhe

Scroll to Top